.Paróquia de São Sebastião

sábado, 23 de agosto de 2014

Cristãos leigos e leigas


Este quarto domingo de agosto é dedicado aos leigos. A data chega bem, para situar uma iniciativa importante que está em andamento, relativa à identidade eclesial e à missão dos leigos.
Trata-se do documento que está sendo construído pela CNBB, no qual se procura aprofundar e atualizar a compreensão da vida e da missão dos leigos, na Igreja e na Sociedade.  Ainda estamos em tempo de colaborar com nossas ponderações e sugestões, para que o documento receba a aprovação oficial da CNBB na próxima assembleia, em abril do ano que vem.
Este trabalho está sendo conduzido pela Comissão especial, nomeada pela CNBB, que conta sobretudo com a participação de leigos, que recolhem as colaborações através das diversas instâncias da organização dos leigos, entre as quais se destaca o Conselho Nacional do Laicato do Brasil, com os respectivos Conselhos Regionais, a Assembleia Nacional dos Organismos do Povo de Deus, e outros.
Por estas referências, já percebemos um fato muito promissor: os leigos estão encontrando caminhos para se articularem, e para atuarem, seja no contexto da Igreja como da Sociedade.
Em termos de processo histórico, tomando como ponto de partida o Concílio Vaticano II, percebemos uma cadência interessante. São 50 anos do Concílio, são 25 anos da Exortação Christifidelis Laici, e são 15 anos do documento da CNBB sobre a Missão e os Ministérios dos cristãos Leigos e Leigas.
Tudo parece pedir uma retomada das reflexões, para situar de novo esta questão, atualizando-a face às muitas mudanças ocorridas depois do Concílio.
Uma boa aquisição, fruto desta caminhada de reflexão e de inserção dos leigos na vida e na missão da Igreja, foi a mudança semântica, consignada a partir da Christifidelis Laici, que consistiu na inversão de funções literárias das palavras. O que era substantivo passou a adjetivo, e inversamente, o que era adjetivo foi guindado a substantivo. Não se fala mais os “leigos cristãos”, mas em “cristãos leigos e leigas”.
Isto sinaliza uma visão teológica bem mais abrangente, decorrente da visão conciliar de “Igreja Povo de Deus”, em que todos, em primeiro lugar, somos cristãos, a título igual, com a mesma dignidade e a mesma pertença à Igreja.
A partir desta visão teológica de Igreja Povo de Deus foi se firmando a mudança de enfoque. O que nos identifica a todos, é o fato primordial de todos sermos membros do Povo de Deus. Esta nova ênfase, suscitada nos embates teológicos do próprio Concílio, permanece como a afirmação de maior potencial teológico do Concílio Vaticano II. A partir dela se produziu o que o Cardeal Döfner qualificou como a “revolução copernicana” na compreensão da Igreja. Como Copérnico descobriu que era a terra que girava ao redor do sol, e não o contrário, assim na Igreja, é a hierarquia que está a serviço do Povo de Deus, e não o Povo de Deus que está ao serviço da hierarquia.
Isto tudo tem suas consequências, que demandam tempo para serem assimiladas, e mais tempo ainda para serem implementadas.
Por isto tudo é conveniente voltarmos a refletir sobre a identidade e a missão própria dos cristãos leigos e leigas, sobre quem mais incidiu esta “revolução teológica” causada pela eclesiologia conciliar.
Mas para isto, a melhor maneira é conferir de perto como está sendo preparado este novo texto, para o qual ainda podemos colaborar.
O fundamento já está lançado: em primeiro lugar, somos todos cristãos. A partir daí, cada um veja como qualifica esta realidade substantiva.
Dom Demétrio Valentini
Bispo de Jales (SP)
Fonte: http://www.cnbb.org.br/outros/dom-luiz-demetrio-valentini/14811-cristaos-leigos-e-leigas

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Vocações no mês de agosto.


Agosto é considerado pela Igreja Católica, o Mês Vocacional e dedica-se à reflexão sobre as vocações em geral. Assim, costuma-se celebrar as diferentes vocações por semana:
Primeiro domingo: vocação sacerdotal;
Segundo domingo: vocação familiar, dos pais;
Terceiro domingo: vocação à vida consagrada dos religiosos e das religiosas;
Quarto domingo: vocação do laicato na Igreja, ministérios leigos e catequistas.
Deus quis precisar de nós. Como em Jeremias 1,5 - “Antes que no seio fosses formado, eu já te conhecia; antes do teu nascimento, eu já te havia consagrado” -, Deus espera de nós uma resposta a Seu chamado. É esta a vocação de cada um.
No mês dedicado por excelência à reflexão sobre o serviço na Igreja, quando refletimos sobre a vocação, chegamos à conclusão de que o Senhor nos criou para um objetivo específico: todos nós somos chamados a participar, com nossos dons e talentos, na edificação do Reino.
O mais profundo e tocante em tudo isso é que, mesmo Deus não precisando de nossa ajuda, Ele quis precisar, quis contar conosco. Se formos sensíveis em perceber esse desejo de Deus é impossível sermos indiferentes.
Viver a vocação é consagrar a nossa vida a um ideal. A nossa realização pessoal reside em entender qual é a nossa vocação e agir de acordo com os ditames de Deus que fala ao nosso coração.
Durante todo o mês a Paróquia de São Sebastião segue uma programação voltada à reflexão sobre a vocação para atentarmos ao chamado de Deus em nossas vidas. Portanto, vivamos intensamente o Mês das Vocações.
Adaptado do texto de Dom Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)


segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Ser estudante



  
A educação é um dos elementos fundamentais para a realização de mudanças em nossas vidas e para a concretização dos nossos sonhos. A vida de estudante nem sempre é das mais fáceis, implica uma série de renúncias e mudança de hábitos que de início parecem ser muito difíceis. Todavia, quando se tem um objetivo a ser concretizado essas dificuldades se tornam muito pequenas e, aos poucos, com muita luta e dedicação, conseguimos alcançá-lo.
Passamos a obter cada vez mais frutos desse instrumento de dignificação do homem, que é a educação, quando a enxergamos não como uma obrigação, mas como algo maior. Quando passamos a relacioná-la com outras áreas da nossa vida, ao conversar com diversas pessoas, por exemplo, e percebermos que de alguma forma podemos contribuir com o que aprendemos para somar na vida dessas pessoas. É uma via de mão dupla, pois aprendemos muito também ao ensinar. E quando temos a humildade de ensinar aquilo que aprendemos, percebemos o quanto esse processo é contínuo e importante para todos.
Feliz 11 de agosto! Dia do Estudante.


Bruno Vinnícius—EJC
Estudante de Direito-UEPB

Semana da Família na Paróquia de São Sebastião: Programação

Paróquia de São Sebastião
Lagoa de Dentro – PB
 Semana da Família

De 10 à 17 de Agosto de 2014
Tema: “A Espiritualidade Cristã na Família: 
Um casamento que dá certo.”

PROGRAMAÇÃO


Dia 10/08/2014 (Domingo)
Abertura com a missa às 17h na Igreja Matriz de São Sebastião.
Tema: A Espiritualidade Cristã na Família
Celebrante: Padre André.
Após a missa filme em frente a Igreja – Organização: EJC.

Dia 11/08/2014 (Segunda-feira)
8:00hrs/14:00hrs: Visitas aos setores: Bom Pastor e Senhor do Bom Fim.
Tema: A Prática Espiritual do Casal/Família: Comunhão e fidelidade.
19:00h: Celebração.
Local: Em frente a Dona Adaísia.
Dirigente: Maria Irani e Assis. Isabel e Patrícia.

Dia 12/08/2014 (Terça-feira)
8:00hrs/14:00hrs: Visitas aos setores: Cristo Rei e Cristo Ressuscitado.
Tema: Família de Nazaré, Modelo de Espiritualidade pela Confiança e Obediência.
19:00hrs: Celebração (Via Sacra)
Local: Capela Cristo Rei.
Dirigente: Henrique e Iris.

Dia 13/08/2014 (Quarta-feira)
8:00hrs/14:00hrs: Visitas aos setores: São Francisco e Santo Antônio.
Tema: A Eucaristia Dominical: Expressão Maior de Espiritualidade.
19:00hrs: Missa (Renovação Matrimonial)
Local; Capela Santo Antônio (Bairro Novo)
Celebrante: Padre André.

14/08/2014 (Quinta-feira)
8:00hrs/14:00hrs: Visitas aos setores: Menino Jesus e Nossa Senhora Aparecida.
Tema: A Religiosidade e a Piedade Populares no Exercício da Espiritualidade Cristã.
19:00hrs: Celebração
Local: Em frente a casa de Cileide.
Dirigente: Céu e Gelson
Dia 15/08/2014 (Sexta-feira)
8:00hrs: Visita ao setor: São José.
Tema: Família, Igreja Doméstica: Lugar Especial da Espiritualidade Cristã.
17:00hrs: Celebração
Local: Em frente a Nalva.
Dirigente: Ana Marta e Gilson.

Dia 16/08/2014 (Sábado)
Setor São Sebastião
Tema: Desafios da Espiritualidade Cristã na Família pela Comunhão.
9:00hrs da manhã: Missa (Crianças).
10:00hrs: Encontro com os pais.
17:00hrs: Rosário saindo da Igreja.
Encerrando com a celebração.
Local: Em frente a Dona Lídia.
Dirigente: Juaraci e Gisélia.

Dia 17/08/2014 (Domingo)
Encontro Diocesano da Família
Local: Ginásio do Colégio Estadual – Guarabira.
Horário das 7:00hrs às 16:00hrs.

“A Salvação chega mediante o Amor. Porque é impossível abusar do Amor.”   
Santo João Paulo II                                                               



domingo, 10 de agosto de 2014

Ser pai


Ser pai é ter compromisso
É usar como artifício
O seu jeito de amar
É sentir muita alegria
De estar em sintonia
Como a areia e o mar.

Ser pai é um presente
Que alegra e deixa contente
A nação do mundo inteiro
É como árvore atrativa
Que dá fruto e cativa
Lá no centro do canteiro

Ser pai é convicção
De ter a preocupação
De o filho ser vencedor
No caráter e na verdade
Manter sempre a humildade
Cultivando sempre o amor

Ser pai é perder o sono
Se sentir um cão sem dono
Quando o filho está distante
Mas que sempre trabalha duro
Pra garantir o futuro
E o filho ser importante

Ser pai é o extremo
No mundo em que vivemos
Nesse planeta sem brilho
Com trabalho estressante
Mas tem momentos marcantes
Que são os abraços do filho

Ser pai é um enredo
Mas que não retrata o medo
E tem alegria de monte
É como um final de novela
Seguindo num barco à vela
A procura do horizonte

Ser pai é acordar cedo
E construir um brinquedo
Com madeira e verniz
Uma boneca ou um pião
Uma pipa ou caminhão
Só pra ver o filho feliz

Pai tem que ser amado
Além de tudo, respeitado.
Do fundo do coração
Pai é uma sensação gostosa
Uma coisa maravilhosa

Que não tem explicação

Homenagens de todas as pastorais, grupos e movimentos de nossa paróquia

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Semana do Dízimo -2014


Nesta semana estamos realizando a 4 ª  Semana  do Dízimo em nossa Paróquia. Domingo, dia 03/08/14, foi celebrado a Missa de envio dos missionários (as), os quais percorrerão os diversos setores da cidade para não somente entregar o envelope, mas sobretudo para  convidar os irmãos a participarem das celebrações que se realizarão cada dia em um setor diferente.
Segunda feira – Setor São Francisco – Casa Franciscana
Terça feira – Setor Cristo Ressuscitado – Em frente a casa de Laudiene
Quarta feira - Setor Bom Pastor -   Santa Missa em frente a casa de Dona Zarinha – Rua São Pedro
Quinta feira – Setor Senhor do Bom Fim  - Em frente a casa de Da Luz – Rua Sete de Setembro
Sexta  feira – Santa Missa em frente a casa de Dona Nilze - Rua Francisco Duarte
No sábado teremos encontro com todos os missionários para avaliarmos a Semana e também nos confraternizarmos, depois da semana intensa de Missão.
O encerramento será no domingo com a santa Missa na Matriz de São Sebastião, nos horários das 07:00 e 17:00hs respectivamente.
Semana de louvor a Deus por todas as bênçãos e graças que D’Ele recebemos ao longo de nossa vida.
Ser dizimista é fazer a experiência de fé, de reconhecimento, de amor e de gratidão ao Senhor de nossa vida.
Participe!

Mazé Andrade -CDMD